< Todos os Posts

O que é uma dex ? Exchange descentralizada

O que é uma DEX ? Exchange descentralizada

O que é uma DEX ? Exchange descentralizada

Olá neste blog iremos mostrar o que são Exchanges Descentralizadas (DEX). Porque existem e por qual motivo foram criadas, quais problemas resolvem, mostraremos também quais são suas funcionalidades, daremos exemplos das exchanges mais conhecidas e pra finalizar mostraremos as vantagens e desvantagens de sua utilização.

O que são Exchanges Descentralizadas?

As exchanges descentralizadas buscam mudar a experiência aos usuários, oferecendo uma forma de negociar diretamente na rede da blockchain permitindo a pessoas que não se conheçam possam negociar sem a necessidade de uma instituição central. Isso mostra o quanto esta tecnologia tem o incrível potencial de mudar a forma de como cuidamos da nossa economia.  

O caminho para entrar no ecossistema da DEX ainda necessita que você precise comprar criptomoedas com dinheiro que você já possua (dólares, reais, euros, etc). Normalmente, você faria isso em umas das principais bolsas de valores, tais como Binance, Coinbase ou Kraken. No entanto, essas são instituições centralizadas. Estas instituições guardam suas informações, gerenciam suas contas e estão vulneráveis e problemas muitos sérios tais como a lentidão, travamento de saques ou ataque direto de hackers que pode gerar danos tais como roubo de dados pessoais e de seus ativos. 

Por mais que pareça controverso, precisamos ainda de corretoras centralizadas para entrar no ecossistema descentralizado, um dos fatos para isso é que as DEX não utilizam nosso dinheiro de forma criptográfica, então precisamos enviar nosso dinheiro para a corretora, assim temos a possibilidade de executar a troca do nosso dinheiro (FIAT) por criptomoedas. Mas não é porque a corretora nos oferece este tipo de troca que devemos confiar e deixar nosso investimento nas “mãos” de terceiros.  

Para entender melhor as DEXs, é importante compreender que as trocas de criptomoedas são executadas de duas formas básicas: custódia e Centralização.

Custódia

Custódia refere-se a quem detém as chaves das contas da sua carteira. Quando você compra criptomoeda na Binance ou Novadax por exemplo, seu criptoativo aparece na plataforma que você executou a compra, portanto você ainda não possui o controle  sobre a mesma. Você precisa solicitar uma transferência da corretora que detém seus ativos e solicitar o envio para seu endereço de carteira externa que você controla. 

Imagine que você não enviou seus ativos para sua carteira e por acaso a plataforma que detém suas criptoativos sofre um ataque por hackers causando lentidão, problemas técnicos, ou até um possível roubo, isso talvez causará danos a você e  poderá haver uma grande chance dos roubos de seus dados pessoais ou até mesmo que você perca de seus investimentos pelo fato de voĉe não ter os protegido.

O que é uma DEX ? Exchange descentralizada

Isso tem sido um problema tão frequente em muitas corretoras que “os fundos estão seguros” se tornaram meme na comunidade, à medida que os operadores das exchanges tentam tranquilizar os usuários após problemas no sistema.

Exchanges descentralizadas

Uma troca sem custódia caracteriza deixar os fundos nas carteiras privadas de seus usuários. São os usuários que enviam e confirmam negociações por conta própria a partir de suas carteiras pessoais, basicamente utilizando a carteira como um serviço de correspondência.

image2

“Qualquer carteira criptografada que não forneça suas chaves privadas deve ser evitada a todo custo” – Elon Musk ( Fundador, CEOCTO da SpaceX )

Centralização

A centralização refere-se a onde ocorre a correspondência dos pedidos, ou seja todo roteamento e a execução parte do mesmo ponto. Há um “livro” onde fica registrado todos os pedidos recebidos e cria correspondências entre os usuários. Os softwares responsáveis pela execução da troca ativam a transação.

As trocas descentralizadas operam em uma rede de computadores conhecida como blockchain. Geralmente são construídos em código-fonte aberto, isso significa que qualquer pessoa interessada pode ver exatamente como eles funcionam. A grande vantagem sobre isso, além da transparência que a DEX pode ajudar a outros desenvolvedores que podem adaptar o código existente para criar novos projetos concorrentes, um bom exemplo é como o código da Unisawp que foi adptado por um host inteiro de DEXs com “swap” em seus nomes como Sushiswap e Pancakeswap.

Dentro da blockchain alguns funcionam diretamente por meio do uso de contratos inteligentes ( smart contract ). Outros contam com redes de segunda camada de nós confiáveis, conhecidos como retransmissores, que têm o papel de localizar e fazer correspondências de pedidos. 

Como utilizar uma DEX?

A interação com uma DEX funciona de uma forma mais simples. Você necessariamente precisa de uma carteira criptográfica, um bom exemplo é a carteira MetaMask que também não exige identificação de documentos pessoais. Se você ainda não possui uma carteira, clique neste Link que ensinamos o passo a passo de como criar sua própria carteira. 

Abaixo mostraremos um pequeno vídeo de como funciona uma interação em uma DAX de forma prática na plataforma da Uniswap.

  • Você também pode testar conosco sem custo de ether ( token utilizado para os gastos neste sistema ). Utilizaremos um sistema de testNet que simula uma transação real. (Estou com problema com o audio eu meu gravador então deixarei um PDF com o passo a passo explicando o que fez, para que ainda não entende aconselho dar pausas ao longo do vídeo e ler o PDF ).

Não se esqueçam de baixar o pdf com a parte explicativa do vídeo.

Exemplos de exchanges descentralizadas

O ranking pode ser alterado clique no link para visualizar em tempo real.

DEX

Quais são os benefícios em potencial de uma DEX?

  • Uma das principais vantagens de utilizar uma DEX, é que o cliente sempre fica com a posse de suas criptos obtendo total controle, sem precisar deixar sua chave privada nas mãos de terceiros, que é o que acontece nas exchanges centralizadas.

 

  • Não exige verificação de identidade (CPF, RG, comprovante de endereço) lhe dando o poder do anonimato.

 

  • As Dex com base em AMMs (Automated Market Maker) já estão disponíveis e de fácil acesso, oferecem integração de fácil manuseio com sua carteira como exemplo a MetaMask ou Trust Wallet.

 

  • Oferecem incentivos através de contratos inteligentes que rende fundos para quem decide emprestar suas criptos (pool de liquidez), isso te dá a oportunidade de te oferecer maior lucratividade, isso seria como você fosse o próprio dono do banco onde você decide se quer emprestar suas criptos recebendo juros de mercado.

 

  • Os contratos inteligentes são inalteraveis após lançados a blockchain.

 

  • Taxas menores, o valor varia de acordo com o fluxo da rede, quanto menos  transações estiverem acontecendo na rede mais barato sua transação será.

 

  • Grande variedade de exchanges e tokens  lhe dando a oportunidade de escolher por algo que seja do seu interesse.

 

  • Riscos de hackers reduzidos, pelo fato de estarem em uma rede compartilhada, fica praticamente impossível que alguém mal intencionado consiga derrubar a rede e roubar seus ativos.

Quais são suas desvantagens ?

  • Seus sistema de swap pode ser um pouco demorado às vezes, a ordem de troca pode sofrer lentidão pela quantidade de tráfego de solicitações na rede.

 

  • Se você efetuar uma transação e errar o endereço da sua chave pública, você perderá o ativo enviado, você não conseguirá recuperar as suas  criptos enviadas, o sistema da blockchain não tem o papel de verificar se a chave do recebedor está correta.

 

  • Sua taxa de cobrança pode variar de acordo com o fluxo na rede, então quanto mais transações estiverem sendo efetuadas maior será o valor cobrado na transação. (Este valor também é conhecido como gás, elas são exigidas em qualquer transação na rede, a plataforma também cobra um valor baixo na transação).

 

  • Algumas interfaces podem parecer um pouco confusas no início para usuários que não possuem muita experiência. 

 

  • Vulnerabilidade de contratos inteligentes, por mais que um contrato inteligente possa funcionar conforme o esperado, fatores humanos (contrato mal programado) e hacks podem ser fragilizar em algum aspecto.

 

  • Criptomoedas com alto risco de alteração de valor, é aconselhável pesquisar qual a funcionalidade do criptoativo (Qual e seu projeto  atual, o que ela projeta em seu futuro e o que ela pode oferecer para o benefício da comunidade ). 

Conclusão

Neste blog te mostramos a diferença entre exchanges centralizadas e descentralizadas, o que são custódia e centralização e pra finalizar também mostrarmos quais são suas vantagens e suas desvantagens de cada ponto. Espero que tenham gostado do nosso blog sobre DEX, não esqueçam de comentar sobre o que acharam e compartilhar com seus amigos. Sua ajuda fortalece muito o nosso trabalho.

Agradecimentos especiais para Wallace Azevedo e Allan Azevedo por criarem o conteúdo do blog 🙂

Não esqueça de assistirem as aulas sobre A era da Tokenização.

Links externos

Faça parte da nossa comunidade e nos sigam em nossas redes sociais que estão no rodapé da página.

Ahh e se gostou compartilhe em suas redes sociais! sua ajuda fortalece muito o nosso trabalho:

Aviso Legal: Esta postagem é apenas para fins educacionais. Não constitui um conselho de investimento ou uma recomendação ou solicitação para comprar ou vender qualquer investimento e não deve ser usado na avaliação do mérito da tomada de qualquer decisão de investimento. Não deve ser invocado para aconselhamento contábil, jurídico ou tributário ou recomendações de investimento.

Postagens recentes

blog
Talita Paes

Celebridades que utilizam NFTs

Celebridades que utilizam NFTs Por que celebridades como Neymar e Justin Bieber estão de olho nas NFTs Os NFTs caíram no gosto de celebridades, nomes

Read More »
EnglishPortuguêsEspañol